5 fatos importantes e necessários para higiene e limpeza na cozinha!

5 minutos para ler

Higiene e limpeza na cozinha são umas das principais ações para manter a qualidade dos produtos em estabelecimentos do setor de food service. Pensando nisso, este texto explica quais são os fatos mais importantes para deixar ambientes comuns do seu comércio higienizados e livres da transmissão de doenças virais.

Em meio a novas doenças, que exigem cuidados do mercado food service no planeta, o artigo também explica como ter segurança alimentar, desde o aquecimento dos seus salgados até a hora de servir, e barrar o contágio por coronavírus, seguindo recomendação dos órgãos oficiais.

Ficou curioso? Então, comece agora mesmo a leitura do post e tire suas dúvidas sobre o assunto!

Por que doenças ampliam debate sobre hábitos de higiene e limpeza?

Doenças contagiosas reacendem, constantemente, a discussão sobre higiene e limpeza em diferentes estabelecimentos do Food Service, uma vez que esses são pontos de aglomeração e um possível meio de transmissão viral e bacteriana entre clientes e funcionários. Desta vez, o novo coronavírus amplia o debate e reforça a importância de seguir práticas rigorosas de higiene.

Coronavírus é o nome de uma família viral, que causa infecção nas vias respiratórias e estruturas do corpo, que transportam ar desde a boca e o nariz até os pulmões.

No entanto, independentemente do atual estado da pandemia, é importante que donos de negócios do setor alimentício comprometam-se a seguir medidas higiênicas de segurança alimentar, colocando o bem-estar dos clientes e dos funcionários sempre em primeiro lugar.

Como ocorre contágio da COVID-19 e por que ter segurança alimentar?

Então você sabe por que doenças contagiosas despertam o debate sobre higiene e limpeza, mas como ocorre o contágio da COVID-19, que coloca o comércio brasileiro em risco? Para responder a questão, deve-se entender que essa transmissão viral ocorre nestes casos, em geral:

  • tossir e espirrar, espalhando gotículas de saliva pelo ar;
  • manusear objetos e superfícies previamente contaminados (como mesas, bancadas e cadeiras);
  • levar mãos à boca e aos olhos.

A preocupação dos órgãos de saúde e das autoridades sanitárias nacionais é barrar a alta taxa de disseminação do coronavírus. Medidas como o isolamento social estão sendo tomadas em todo território nacional para evitar os efeitos dessa pandemia.

A doença, nesse sentido, coloca a questão da segurança alimentar como prioritária, já que o acesso a alimentos é indispensável para a vida humana e, ao mesmo tempo, pode ser uma porta aberta para a transmissão viral. Assim, redobre a preocupação com a limpeza da sua cozinha, do seu estabelecimento como um todo e cumpra as recomendações do governo!

Que 5 pontos são pertinentes sobre higiene e limpeza na cozinha?

Reunimos pontos necessários, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes e as autoridades sanitárias do país, para manter sua lanchonete ou cafeteria livre de contaminação viral.

1. Esteja atento ao manuseio dos alimentos

A transmissão da COVID-19 ocorre, principalmente, pelo manuseio de objetos e superfícies contaminadas. Por isso, a recomendação é ter cuidado ao tocar os alimentos sem, antes, higienizar mãos e partes expostas do corpo.

Você também deve abastecer as pias da cozinha com sabão, álcool 70% e papel-toalha, ajudando a equipe a se prevenir dessa doença. Igualmente, ressalte a importância de ter fornecedores de alimentos atentos às normas de higiene, controlando o estoque e o abastecimento do seu comércio.

Para conhecer as medidas e cuidados da Faleiro, clique aqui.

2. Redobre os cuidados com os utensílios utilizados

Da mesma forma, utensílios usados na preparação dos alimentos podem atuar na transmissão do novo coronavírus, motivo pelo qual você deve redobrar os cuidados com os objetos compartilhados na cozinha e no salão. Lavar recipientes, copos e talheres, por exemplo, é uma necessidade urgente para empreendimentos alimentares.

Ao mesmo tempo, as pessoas encarregadas pela limpeza de objetos sujos devem utilizar luva na hora de limpar as superfícies contaminadas, evitando o contato direto com os materiais.

3. Incentive boas práticas e recomendações aos funcionários

Com a disseminação do novo vírus, aumenta o pânico social e a divulgação das fake news. Para conter o medo e a ansiedade, você deve conversar de forma objetiva com quem trabalha com você, explicando a eles que algumas medidas de higiene são necessárias e que todo cuidado será tomado para que eles estejam seguros, assim como você e seus clientes.

4. Disponibilize materiais de higiene

Disponibilizar materiais de higiene, como sabão, álcool em gel e papéis-toalha, são uma recomendação dos órgãos oficiais para proteger tanto quem prepara os alimentos quanto os consumidores.

Uma dica é manter o álcool gel, com concentração de 70%, em local visível para o público, principalmente para os entregadores de comida, que abastecem as pessoas em isolamento social (quarentena) e garantem o funcionamento do mercado food service em meio à pandemia.

5. Tenha cuidado com a ventilação

A cozinha e o salão dos estabelecimentos devem estar, sempre que possível, ventilados. A dica, nesse caso, é abrir janelas e verificar se ventiladores e ar-condicionados estão com o filtro limpo e a manutenção em dia, evitando o acúmulo e a propagação de sujeira em ambientes comuns do estabelecimento.

Neste post, você conferiu por que é necessário manter higiene e limpeza na cozinha industrial, prestando atenção às recomendações dos órgãos oficiais de saúde e tomando cuidados com a segurança dos funcionários e clientes.

O tema de hoje foi útil para você, não é? Então, acompanhe mais informações relevantes do setor food service no nosso Instagram: @faleirojuntos

Você também pode gostar

Deixe um comentário